Tema: Desafios para a melhoria da qualidade da Educação Básica no Brasil

A partir da leitura dos textos motivadores seguintes e com base nos conhecimentos construídos ao longo de sua formação, redija texto dissertativo-argumentativo na modalidade escrita formal da língua portuguesa sobre o tema ”Desafios para a melhoria da Educação Básica no Brasil“, apresentando proposta de intervenção, que respeite os direitos humanos. Selecione, organize e relacione, de forma coerente e coesa, argumentos e fatos para defesa de seu ponto de vista.

Texto 1- Problemas da Educação no Brasil

Relação com os principais problemas da educação no Brasil atual, ênfase na Educação Básica

 

Principais problemas da educação no Brasil

– Muitas faculdades e universidades não preparam o professor para a realidade da sala de aula.

– Baixa remuneração paga aos professores de Ensino Básico, principalmente da educação pública. Falta de um sistema que beneficie os profissionais mais eficientes.

– Carência em sistemas eficientes de aperfeiçoamento, capacitação e educação continuada para professores;

– Currículo pouco interessante para os alunos ou desconectados da realidade;

– Baixa participação dos pais na vida escolar dos filhos e nos assuntos da escola;

 – Burocracia em excesso na administração escolar;

– Investimentos públicos insuficientes para atender com qualidades as necessidades educacionais;

– Elevados índices de repetência, principalmente em regiões mais carentes;

– Baixa permanência dos alunos nas escolas (média de 4 horas diárias);

– Existência de professores lecionando sem formação específica para a área (principalmente em regiões mais carentes do Brasil);

– Uso em excesso de métodos de ensino ultrapassados (questionários, cópias de lição na lousa, muitas aulas teóricas sem participação dos alunos, etc.);

– Falta de conexão entre os níveis de ensino (infantil, fundamental e médio); 

 – Altas taxas de abandono de alunos devido ao fracasso escolar ou problemas financeiros;

– Carência de condições materiais em escolas de regiões pobres.

 

Você sabia?

– Em 2017, de acordo com o IBGE, a taxa de analfabetismo no Brasil ficou em 7% (equivalente a 11,5 milhões de analfabetos – entre pessoas de 15 anos ou mais).

 

Fonte: https://www.suapesquisa.com/educacaobrasil/problemas_educacao.htm

Texto 2 – O maior problema da educação do Brasil

Metade dos jovens entre 15 e 17 anos não está matriculada no ensino médio. Pesquisa inédita mostra que a proporção dos que abandonaram a escola nessa etapa saltou de 7,2% para 16,2% em 12 anos

 

Fonte: https://istoe.com.br/326686_O+MAIOR+PROBLEMA+DA+EDUCACAO+DO+BRASIL/

Texto 3 – A qualidade da educação brasileira

São muitos os problemas que estão presentes na educação brasileira, especialmente na educação pública. São diversos os fatores que proporcionam resultados negativos, um exemplo disso são as crianças que se encontram no 6ºano do ensino fundamental e não dominam habilidade de ler e escrever.

 

Esse fato é resultado direto do que acontece na estrutura educacional brasileira, pois praticamente todos os que atuam na educação recebem baixos salários, professores frustrados que não exercem com profissionalismo ou também esbarram nas dificuldades diárias da realidade escolar, além dos pais que não participam na educação dos filhos, entre muitos outros agravantes.

As avaliações implantadas pelo governo para avaliar a educação brasileira apresentam números desanimadores, isso se tornou uma situação insustentável que não pode continuar.

Em setembro de 2006, um grupo de empresários e políticos, com a participação dos meios de comunicação em massa, firmou um compromisso denominado de Todos pela Educação. Nessa mobilização ficaram definidas algumas metas a serem alcançadas até 7 de setembro de 2022. São elas:

– Todo indivíduo com idade entre 7 e 17anos deverá estar na escola.

– Todo indivíduo com idade de 8 anos deverá dominar a leitura.

– Os alunos deverão ter acesso a todos os conteúdos correspondentes a sua série.

 

– Todos os alunos deverão concluir as etapas de estudo (fundamental e médio).

– Garantia de investimentos na Educação Básica.

Números que retratam os problemas da educação brasileira:

  • Hoje, no Brasil, de 97% dos estudantes com idade entre 7 e 14 anos se encontram na escola, no entanto, o restante desse percentual, 3%, respondem por aproximadamente 1,5 milhão de pessoas com idade escolar que estão fora da sala de aula.
  • Para cada 100 alunos que entram na primeira série, somente 47 terminam o 9º ano na idade correspondente, 14 concluem o ensino médio sem interrupção e apenas 11 chegam à universidade.
  • 61% dos alunos do 5ºano não conseguem interpretar textos simples. 60% dos alunos do 9ºano não interpretam textos dissertativos.
  • 65% dos alunos do 5ºano não dominam o cálculo, 60% dos alunos do 9º ano não sabem realizar cálculos de porcentagem.

Medidas que possivelmente poderão combater os índices acima apresentados:

  • Mobilização da sociedade para a importância que a Educação exerce.
  • Direcionamento de recursos financeiros para escolas e professores.
  • Valorização do profissional da educação.
  • Implantação de medidas políticas educacionais a longo prazo.

Por Eduardo de Freitas

Equipe Brasil Escola

Fonte: https://educador.brasilescola.uol.com.br/trabalho-docente/a-qualidade-educacao-brasileira.htm

 

Willian Afonso

Professor de idiomas, filosofia e redação.

8 thoughts to “Tema: Desafios para a melhoria da qualidade da Educação Básica no Brasil”

  1. A educação é o fator principal no desenvolvimento de um país.A partir dela,preparamos homens e mulheres para toda a vida,mas seria ingênuo acreditar que o Brasil possui um ensino público eficiente,visto de tantos desafios enfrentados pelos alunos e professores no século XXI.
    Um dos principais motivos da insatisfatória qualidade da educação básica,esta relacionada a falta de investimentos geral da parte do governo,tanto em infraestrutura,quanto em materiais.Professores que não sao preparados na universidade para enfrentar a realidade em sala de aula tem dificuldades para lidar com conflitos presentes no cotidiano.E além disso,é comum vermos em regiões mais pobres,professores atuando em áreas que não estão de acordo com sua formação.Contudo,a realidade é claramente refletida no problema da educação básica.Segundo o Sistema de Avaliação da educação básica(Saeb),é ínfima a porcentagem de alunos do 5° e do 9°ano do ensino fundamental com conhecimento adequado em português e matemática.Diante do exposto ,este problema é resultante de todos os outros citados,trazendo consequências para o Brasil.
    De acordo com o economista britânico Arthur lewis,”Educação nunca foi despesa.Sempre foi o investimento com retorno garantido”.Portanto,podemos salientar a falta de investimento como o principal impulsionador da falha do ensino básico.
    Infere-se,portanto,que ainda há entradas para garantir a construção de um ensino melhor.Dessa maneira,surge que,o poder legislativo criem leis que firmem adolescentes de 7 a 17 anos a estar na escola,e ao poder executivo,cabe a ele aprovar essas leis.Dessa forma,o Brasil poderia superar os desafios da educação básica e melhorar o ensino brasileiro.

  2. Os desafios para a melhoria da qualidade da educação básica é um problema recorrente na sociedade brasileira. No entanto, a prática educativa na formação dos jovens encontra-se em obstáculos em relação a qualificação de docentes ou até mesmo apoio familiar. Desse modo, alienados, muitas vezes não são capazes de refletir sobre as consequências de suas ações diante o desinteresse de alunos ou os métodos de ensino ultrapassados pelos profissionais da área.
    Na primeira análise, é importante destacar que, em função da didáticas de aprendizagem os professores acabam formando no aluno a concepção equivocada do que é aprender. Seguindo esse raciocínio, de acordo com alegoria platônica, por exemplo, homens algemados deste sempre com o rosto voltado o fundo da caverna, que só projeta sobre a superfície rochosas as sobras dos que passam pela abertura, em um dia uns dos escravos se liberta e busca a luminosidade exterior. Contudo, em paralelo com os dias atuais, no século xxi, os docentes que utilizam o ensino como um método de memorização as correntes e os jovens que não tem repertório de conhecimento as sombras, influenciando diariamente analogia do mito da caverna. Nesse sentido, são afetados as pessoas, desequilíbrio no meio em que vivemos por conta de tal mazela.
    Por conseguinte, presencia-se um forte número de familiares que não incentiva a continuação de seus filhos na formação educacional. Nessa perspectiva, muitas vezes são por questão financeira ou até mesmo desinteresse dos próprios indivíduos em relação aprendizagem. Dessa forma, é possível perceber que essa situação pode ser considerado como uma condição social onde as normas regulares do comportamento das pessoas perdem sua validade, conceito afirmado ao sociólogo alemão Dahrendorf no livro “a lei da ordem”
    É necessário, portanto, mudar o cenário dos desafios da qualidade da educação. Para isso, o Estado, como também o Ministério da Educação, devem promover projetos, como recursos em matériais que melhore o ensino de professores em sala de aula, que estimulem o aprendizado do aluno, garantindo a coletividade do corpo social. Ademais, por meio da mídia, é preciso que assegurem o ensino para a gerações futuras, através de sua capacidade de propagação e informação, incentivando ter um futuro promissor, a respeito de tal importância.

    1. Problemas de concordância verbal, regência nominal, estrutura pronta (você precisa fazer uma estrutura que seja sua), o que deixa o texto obscuro. Excesso de termos referentes vagos. Nota 680.

  3. É possível afirmar que a educação básica no Brasil é de péssima qualidade, logo que não a capacitação adequada de educadores aliado a pouco investimento na educação.
    O Brasil é um país onde a minoria da população possui Educação de qualidade ,os detentores de um alto nível de econômico. Percebe-se esse Abismo entre escolas públicas e privadas no número de aprovados no Exame Nacional do Ensino Médio,( Enem). Por conseguinte ao péssimo ensino em consonância a falta de estrutura nas instituições básicas de ensino: que por fim geram profissionais incapacitados para a área de docente.
    Portanto precisamos sanar esse problema. Dessa forma o Ministério da Educação, (MEC) deve ampliar o investimento na educação básica a fim de capacitar os alunos ao nível superior.

    1. Sua redação está muito breve. Precisa colocar dados, organizar bem os parágrafos de desenvolvimento e fazer proposta completa, além de resolver problemas de pontuação e coesão textual. Refaça a redação e poste aqui novamente, por favor!

  4. Tema: Os desafios para melhoria da qualidade da educação básica no Brasil

    Desde o início da colonização brasileira, os jesuítas já empregavam a educação com o objetivo de catequizar os indígenas, sendo responsáveis pelas primeiras instituições de ensino. No entanto, apesar dos avanços no âmbito educacional, a péssima qualidade do ensino básico ainda é um obstáculo a ser rompido. Dessa forma, a falta de profissonais capacitados e a má distribuição dos recursos corroboram ao problema.
      Primeiramente, pode-se
    ressaltar a incapacitação dos educadores, principalmente nas escolas públicas. Tendo em vista que, exigem apenas o básico dos indivíduos para à atuação em sala de aula, sem o devido critério na contratação. Desse modo, o grande aumento de professores inexperientes, torna a educação pública cada vez mais frágil e desqualificada, formando alunos com baixo nível de intelecto, gerando assim, pessoas despreparadas para o futuro.
      Outrossim, destaca-se também a má distribuição dos gastos no  âmbito escolar. Visto que, apesar de investirem anualmente 6% do PIB (Produto Interno Bruto) em educaçao, o Brasil ocupa as últimas posições nas avaliações mundiais, em relação ao desempenho escolar. Nesse sentido, evidencia-se a péssima qualidade na infraestrutura das intituições, se agravando ainda mais em regiões periféricas e rurais, onde percebe-se o total descaso, sem acesso à bibliotecas, laboratórios de informática, quadras esportivas, laboratório de ciências e dependências adequadas para atender os estudantes com necessidades básicas, dificultando ainda mais o processo de ensino-aprendizagem, pois como dizia Paulo Freire “Educação não transforma o mundo. Educação muda as pessoas. Pessoas transformam o mundo”. Se não há educação, não há mudanças efetivas.
      Portanto,medidas são necessárias para melhorar a qualidade do ensino. Nesse sentido, o governo aliado ao ministério da educação deve elaborar estrátegias, tanto por meio da capacitação dos profissionais atuantes dessa área, como na fiscalização das verbas destinadas à educação, com isso haverá docentes concientes do seu papel, gerando maior produtividade do ensino, formando não apenas pessoas, mas também futuros intelectuais da sociedade e uma melhor estrutura escolar que é um suporte fundamental ao aluno. Espera-se desse modo obter o acesso à uma educação de qualidade e digna, melhorando o desempenho dos estudantes.

    1. Erro de coesão textual, uso incorreto de crase, excesso de gerúndios, erro no uso de vírgula, uso indevido de letra minúscula, melhorar o detalhamento da proposta de intervenção. Nota 760.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *