Mobilidade urbana sustentável no Brasil

A partir da leitura dos textos motivadores seguintes e com base nos conhecimentos construídos ao longo de sua formação, redija texto dissertativo-argumentativo na modalidade escrita formal da língua portuguesa sobre o tema “Mobilidade urbana sustentável no Brasil”, apresentando proposta de intervenção, que respeite os direitos humanos. Selecione, organize e relacione, de forma coerente e coesa, argumentos e fatos para defesa de seu ponto de vista.

Texto 1: Mobilidade urbana sustentável: afinal o que é isso ?

Cada vez mais o termo “sustentabilidade”, vem sendo usado em vários setores e isso se dá pelo fato de que, as pessoas e principalmente as empresas começaram a perceber a necessidade de cuidar dos recursos naturais que a empresa utiliza.

Mobilidade Urbana Sustentável: Desenvolvimento Sustentável

Para que as empresas se tornem cada vez mais sustentáveis, vários incentivos são oferecidos, se focando no setor de transportes, essa busca por sustentabilidade é vista como mobilidade urbana sustentável. A base para isso é o conceito de desenvolvimento sustentável em que o objetivo é definir estratégias, dentro das questões sociais, econômicas e ambientais.

A palavra sustentável quase sempre está associada a impactos que a atividade humana no panorama ambiental, social e desenvolvimento econômico, isso pensando no momento atual e nas gerações futuras.

A avaliação dos impactos é de extrema importância em todos os setores, e as intervenções políticas são necessárias para otimizar e definir os recursos limitados que as cidades se dispõem, com o objetivo de melhorar a competitividade econômica, ambiental e social das cidades.

Fonte

Texto 2: 4 exemplos de mobilidade urbana sustentável no Brasil

1. Menor consumo de energia no metrô
O metrô de São Paulo tem buscado alternativas sustentáveis para economizar energia; para isso, foram adquiridos novos trens equipados com uma tecnologia mais avançada. Além disso, foi adotado um controle baseado em rádio digital, que permite acelerações e frenagens mais eficientes. As modificações geraram uma economia de cerca de 80% do consumo total de energia.

2. Ampliação do transporte
A rede do metrô de São Paulo também foi ampliada, o que contribui com a sustentabilidade. Devido à expansão, é possível que mais passageiros possam usufruir do meio de transporte coletivo, evitando o uso desnecessário de automóveis.

Como cidades ao redor do mundo evitam danos de enchentes?

De acordo com o relatório integrado emitido pela Companhia do Metropolitano de São Paulo – Metrô, em 2018, um usuário de metrô é responsável por até 10 vezes menos emissão de gases de efeito estufa quando comparado a um usuário de ônibus na cidade.

3. Fontes renováveis
O VLT Carioca é um grande exemplo de mobilidade urbana sustentável. Apostando em energia de fontes renováveis, o projeto já economizou, em seus primeiros 6 meses de existência, mais de 60 toneladas de CO2 que seriam emitidos por outros meios de transporte.

4. Compartilhamento de bicicletas
A iniciativa aconteceu em algumas capitais brasileiras e, aos poucos, tornou-se cada vez mais popular. Apesar de existir uma taxa para se utilizar as bicicletas compartilhadas, o preço ainda é baixo quando comparado a outros tipos de transporte. Por isso, essa opção tem conquistado cada vez mais usuários tanto para locomoção quanto para a prática de atividades físicas.

Apesar de ainda serem um grande desafio, as mudanças no transporte brasileiro têm mostrado resultados positivos. Com isso, novas soluções sustentáveis de mobilidade urbana podem ser implantadas, estimulando as boas práticas em comunidade, que são capazes de diminuir a poluição e desafogar o trânsito intenso das capitais.

Fonte

Texto 3: Gráfico

Fonte

Texto 4: Charge

Fonte

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!