A importância da alfabetização para o progresso do país

A partir da leitura dos textos motivadores seguintes e com base nos conhecimentos construídos ao longo de sua formação, redija texto dissertativo-argumentativo na modalidade escrita formal da língua portuguesa sobre o tema “A importância da alfabetização para o progresso do país”, apresentando proposta de intervenção, que respeite os direitos humanos. Selecione, organize e relacione, de forma coerente e coesa, argumentos e fatos para defesa de seu ponto de vista.

curso de redação

Texto 1: Dia Nacional da Alfabetização: senadores lamentam situação da educação durante a pandemia

Neste sábado, 14 de novembro, é comemorado o Dia Nacional da Alfabetização. A data, criada com o objetivo de ressaltar a importância da implantação de melhores condições de ensino e aprendizagem para o desenvolvimento social e econômico do país, foi instituída em 1966 para homenagear a criação do Ministério da Educação (MEC), em 1930. No Brasil, a taxa de pessoas com 15 anos ou mais que não sabe ler ou escrever um bilhete simples é estimada em 6,6%, o que representa 11 milhões de analfabetos, de acordo com dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad) 2019.

O problema torna-se ainda mais grave durante a pandemia porque essa parcela da população não está sendo alfabetizada. É o que explica o consultor legislativo da área de Educação do Senado, José Edmar de Queiroz.

Fonte: Agência Senado

Texto 2: MEC lança aplicativo para ajudar a alfabetizar crianças na pandemia

Aplicativo Graphogame, que é gratuito e funciona sem acesso à internet, é a nova aposta para professores melhorarem o aprendizado dos alunos

O MEC (Ministério da Educação) lançou, na última sexta-feira (27), uma ferramenta que ajuda a preparar a criança para o processo alfabetização durante a pandemia do novo coronavírus.

O projeto foi feito em parceria com o Instituto de Cérebro (InsCer) e a Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS).

Chamado Graphogame, o aplicativo é focado em alunos com idades entre 4 e 9 anos de idade e pode ser baixado, gratuitamente, para uso no celular ou no computador.

Fonte

Texto 3: MEC lança programa “Conta pra Mim” para incentivar a leitura para crianças no ambiente familiar

Programa, que faz parte da Política Nacional de Alfabetização, pretende estimular o desenvolvimento intelectual na primeira infância com técnicas simples usadas pelos pais dentro de casa

A voz suave de uma mãe cantando para o bebê ainda na barriga, o pai narrando uma história de heróis para o filho antes de dormir e muita brincadeira. É nesse ambiente familiar e de afeto que a alfabetização das crianças começa a dar os primeiros passos. Para incentivar essa cultura, o Ministério da Educação (MEC) lançou, nesta quinta-feira, o programa “Conta pra Mim”. A iniciativa faz parte da Política Nacional de Alfabetização (PNA) e reúne uma série de materiais para orientar as famílias a como contribuir na construção do projeto de vida e do sucesso escolar dos pequenos.

Interagir durante a contação de histórias, ler em voz alta, olhar olho no olho. São gestos simples, mas capazes de influenciar significativamente no desenvolvimento intelectual já na fase pré-alfabetização, antes do começo das primeiras aulas na escola. A literacia familiar, como é chamada a técnica, é aplicada no dia a dia, na convivência entre pais e filhos. Meninos e meninas que são estimulados desde cedo à leitura e à brincadeira dentro de casa tendem a chegar mais aptos e habilidosos nos anos iniciais do ensino fundamental.

Fonte

Texto 4: Gráfico

Fonte

Texto 5: Charge

alfabetização importância

Fonte

 

 

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!